For A Better Place - Portugal

sábado, janeiro 15, 2005

OPRAH Winfrey: A Mulher Mais Poderosa dos EUA - USA Most Powerful Woman


A famosa apresentadora de televisão norte-americana Oprah Winfrey é a mulher mais poderosa dos EUA em todos os sentidos, assim como uma das mais ricas. É o exemplo vivo do “sonho americano”, é um exemplo para a comunidade negra norte-americana e para todas as mulheres do mundo inteiro. Como se não bastasse, tem um coração do tamanho do mundo.

Chama-se Oprah, Oprah Winfrey. Nasceu pobre e hoje é a mulher mais poderosa dos EUA em todos os sentidos, assim como uma das mais ricas. É o exemplo vivo do “sonho americano”, do “self made woman”, um exemplo para a comunidade negra norte-americana e para todas as mulheres do mundo inteiro.
Nasceu no dia 29 de Janeiro de 1954 no estado do Mississipi.
Filha de um barbeiro, foi violada sexualmente pelo próprio tio, irmão do pai, quando ela tinha 14 anos de idade e ele 40.
Tem dois meios-irmãos, um deles, era homossexual e morreu aos 40 anos de idade vítima de SIDA.
Começou a trabalhar com apenas 16 anos de idade, numa rádio local, todos os dias, a seguir à escola.
A certa altura da sua vida, mudou-se para Chicago, onde construíu todo o seu império e onde vive até hoje.
Ao longo dos anos foi construindo um império e uma marca de sucesso com o selo de qualidade OPRAH. Tem o seu talk-show, líder de audiências da CBS, tem uma produtora, tem os estúdios onde é gravado o seu talk-show, os Harpo Studios, tem uma revista, a “O” Magazine, entre muitos outros negócios na área do audiovisual e da comunicação. Só para o sucesso do seu talk-show trabalham 286 pessoas.
Um dos seus maiores ídolos de sempre e amigo pessoal é Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul. Outro é o actor Sydney Poitier. É amiga pessoal de nomes como Maria Shriver, Celine Dion, Nicole Kidman, Julia Roberts ou Jennifer Aniston. Já recebeu no seu talk-show nomes como Bill Clinton, George W. Bush, Donald Trump, Madonna, Stevie Wonder, Sting, Whitney Houston ou Beyoncé.
Oprah é sem dúvida alguma uma das mulheres mais ricas dos EUA, mas tem um coração do tamanho do mundo, o que faz dela uma pessoa extremamente caridosa que gosta de ajudar o próximo.
No Natal de 2002, proporcionou o primeiro Natal e ofereceu o primeiro presente de Natal a centenas de milhares de crianças da África do Sul, a grande maioria delas orfãs, filhas de pais infectados com o vírus do HIV, ou elas próprias infectadas com o mesmo vírus. A viagem foi preparada até ao mais pequeno e último promenor, nada foi esquecido. Uma caravana percorreu a África do Sul e foi montando uma tenda gigante dia após dia em diversas regiões do país.
Já abriu dezenas de escolas pelos EUA.
No ano de 2004 completou 50 anos de vida. Não teve apenas um dia ou uma festa de aniversário, mas um fim-de-semana de comemoração e de surpresas, tudo organizado e oferecido pela sua equipa e por um casal de amigos. Oprah fez anos numa Sexta-Feira, mas tudo começou na noite de Quinta-Feira. Nessa noite, o seu companheiro, Stedman, ofereceu um jantar para a família e amigos mais próximos no restaurante panorâmico de um dos melhores hóteis de Chicago. Entretanto, a sua equipa tinha a proibido de entrar nos seus próprios estúdios 24 horas antes do seu programa de Sexta-Feira. Chegou aos estúdios, foi penteada e maquilhada, vestiu-se, e foi chamada para entrar no seu próprio programa, mas como convidada. Tudo foi preparado até ao último promenor. Nada foi esquecido. O cenário do programa foi todo decorado para a ocasião. Algumas estrelas deram-lhe os parabéns pessoalmente, como John Travolta, que apresentou o programa com a assistente pessoal de Oprah, Tina Turner, que veio especialmente da Suíça, onde vive actualmente, Stevie Wonder, ou Jay Leno, que levou o bolo de anos gigante. Inúmeras estrelas do cinema e da música gravaram uma mensagem de parabéns, como Maria Shriver, Celine Dion, Nicole Kidman, Julia Roberts, Jennifer Aniston, Halle Berry, Tom Hanks, Steven Spielberg, Jennifer Lopez, Michael Douglas, Tom Cruise, Jim Carey, Will Smith, Chris Rock ou Sarah Jessica Parker. E também dois dos seus maiores ídolos de sempre e amigos pessoais, como Nelson Mandela, Sydney Poitier ou Quincy Jones. E até alguns dos seus novos amigos ou amigos palmo e meio, como algumas das crianças da África do Sul.

terça-feira, janeiro 11, 2005

Rock In Rio: 20 anos "Por Um Mundo Melhor" - 20 Years For A Better World

Neste ano de 2005, o Rock In Rio, o maior festival e evento musical do mundo de sempre, completa e comemora 20 anos de existência, desde a sua primeira edição no ano de 1985, com nomes como os Queen.
Parabéns Rock In Rio! Continuem sempre!

In this year of 2005, Rock In Rio, the biggest music festival and event in the world ever, celebrate 20 years, since your first edition in the year of 1985, with names like Queen.
Congratulations Rock In Rio! Keep going!

segunda-feira, janeiro 10, 2005

Sérgio Vieira de Mello: O Provável Sucessor de Kofi Annan

Sérgio Vieira de Mello é daquelas pessoas que não devia te partido tão cedo. O seu desaparecimento foi precoce e injusto. Era um diplomata por natureza. Era apontado como o provável sucessor de Kofi Annan como Secretário-Geral da ONU.

Sérgio Vieira de Mello, nasceu no dia 15 de Março de 1948, no bairro carioca de Copacabana, onde cresceu e foi criado. Estudou no Liceu Franco-Brasileiro no Rio. Formou-se em Filosofia na Universidade de Sorbonne, em Paris. Tirou o Doutoramento em Filisofia e em Ciências Sociais.
Entrou para a ONU no ano de 1969 e começou por trabalhar na UNICEF. No mesmo ano, ingressou no Alto Comissariado, órgão que trata de refugiados da ONU.
Especialista em conflitos graves, esteve no Vietename, no Camboja, no Bangladesh, no Líbano, no Sudão, em Moçambique, no Ruanda, em Chipre, no Peru, na Jugoslávia, na Bósnia, no Kosovo, em Timor-Leste e viu a sua carreira fatalmente interrompida em Bagdad, no Iraque, como o Mais Alto Representante da ONU e o Representante do Secretário-Geral da ONU no Iraque. Depois de Timor-Leste e antes de Bagdad, foi Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, em Genebra, Suíça. Enfim, estava há mais de 30 anos na ONU. Sérgio Vieira de Mello era por excelência o homem de Kofi Annan para as zonas de conflito. Quando era necessário enviar alguém para uma zona de conflito, o primeiro nome e a primeira pessoa que acorria à cabeça de Kofi Annan era sempre o de Sérgio Vieira de Mello. Foi assim na Bósnia, no Kosovo, em Timor-Leste e agora em Bagdad.
Após ter aterrado em Bagdad, confessou a alguns jornalistas e amigos que esta seria a sua última missão ou desafio em zonas de conflito ou guerra.
A sua última entrevista foi dada dois antes do atentado ao jornal paulista “Estado de São Paulo”, na qual afirmou, em jeito brasileiro, que estar em Bagdad estava a ser uma barra bem pesasa.
Sérgio Vieira de Mello era divorciado de uma francesa e tinha dois filhos, que se encontravam em França com a mãe, e tinha iniciado uma nova relação há cerca de dois meses.
Morreu vítima de um atentado ou ataque terrorista ao quartel-general da ONU em Bagdad, na Terça-Feira, dia 19 de Agosto de 2003, por volta das 12h.30m. locais, com 55 anos de idade. O camião armadilhado com engenhos explosivos embateu contra o edíficio do Hotel Canal onde se encontrava sedeado o quartel-general da ONU em Bagdad, mesmo por baixo do gabinete de Sérgio Vieira de Mello.
Sérgio Vieira de Mello ficou imobilizado no chão com uma barra de betão sobre as suas pernas. Ainda chegou a fazer dois contactos via telemóvel, um dos quais para o Ministro dos Negócios Estrangeiros do Brasil, a descrever a sua situação. Algumas das suas últimas palavras foram para pedir água, estava com sede e a sua voz já estava fraca. A última pessoa a ver Sérgio Vieira de Mello ainda com vida foi um outro funcionário da ONU, Gassim Saleme, ex-ministro do Líbano e conselheiro político de Vieira de Mello, que o avistou e o chamou pelo seu nome próprio a partir do segundo andar do edíficio. Saleme gritou “ – Sérgio!”, ao que este respondeu “ – Gassim!”. O segundo grito foi para pedir água. Pouco tempo depois deixou de atender o seu telemóvel. Quando um segurança chegou junto de Sérgio Vieira de Mello, o seu corpo já estava frio, a forte hemorragia nas pernas foi fatal.
Foi o maior atentado terrorista contra a ONU na história da instituição e o balanço é de cerca de 24 mortos confirmados, entre os quais Sérgio Vieira de Mello e o Representante da UNICEF que se encontrava de visita ao quartel-general em Bagdad, um norte-americano, uma britânica, um espanhol, um egípcio e dois filipinos, e mais de uma centena de feridos, mas pensa-se que ainda estarão cerca de 100 pessoas debaixo dos escombros, visto que na altura do atentado deviam estar pouco mais de 300 pessoas no interior no edíficio, quando lá trabalham cerca de 600.
Todas as pessoas que conheceram pessoalmente ou que conviveram de perto com Sérgio Vieira de Mello são unânimes em descrevê-lo como sendo um homem extremamente alegre, bem disposto, bem humorado, simpático, afável, inteligente, culto, elegante, charmoso, enérgico, enfim, um verdadeiro brasileiro e diplomata humanitário por natureza.
Uma das frases de Sérgio Vieira de Mello que ficou célebre no Brasil foi: “ – Quem gostaria de ver o seu país ocupado? Eu não gostaria de ver tanques estrangeiros em Copacabana.”
A mãe de Sérgio Vieira de Mello, Gilda dos Santos Vieira de Mello, de 83 anos de idade, e a sua única irmã, Sónia Vieira de Mello, receberam a triste notícia nas suas casas de Copacabana.
O Presidente do Brasil, Luiz Inácio ‘Lula’ da Silva, decretou três dias de luto nacional.
O corpo de Sérgio Vieira de Mello passou pelo Rio de Janeiro, a sua terra natal, mas seguiu para França, onde moram os seus dois filhos, para ser enterrado.
O Governo de Portugal propôs ao Presidente da Républica de Portugal a condecoração póstuma a Sérgio Vieira de Mello pelos serviços prestados com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo.
Kofi Annan garantiu que a morte de Sérgio Vieira de Mello e dos outros funcionários da ONU em Bagdad não foi em vão, e como tal, o trabalho que já vinha sendo realizado por Sérgio Vieira de Mello em Bagdad vai continuar e a ONU vai permanecer no Iraque.
Resta referir que, tendo em conta todo o seu percurso como diplomata e humanitário ao seviço da ONU, Sérgio Vieira de Mello poderia vir a ser o sucessor de Kofi Annan no cargo de Secretário-Geral da ONU.

sábado, janeiro 01, 2005

Dia Mundial da Paz - World Peace Day

Hoje é o primeiro dia do ano e Dia Mundial da Paz, portanto cabe a todos contribuir para que este novo ano seja um ano com mais Paz no mundo.

2005 em PAZ - 2005 in Peace

Um óptimo Ano Novo de 2005, melhor do que 2004, são os nossos mais sinceros votos.
Nunca se esqueça e tenha sempre presente valores como a Paz, o Amor, a Amizade, o Respeito, a Compreensão, a Tolerância, a Caridade, a Solidariedade, Compaixão, Paciência, entre tantos e tantos outros.
Respeite o próximo, seja compreensivo e tolerante.

We wish you a Happy New Year of 2005, better than 2004.
Never forget values like Peace, Love, Friendchip, Respect, Compreehension, Tolerance, Charity, Solidarity, Compashion, Patience, between many others.
Respect the next one, be compreehensive and tolerant.